Política de Crédito: o que é e qual a sua importância

Política de Crédito: descubra o que é e qual a sua importância

A Política de Crédito de uma empresa tem por objetivo definir as regras para cadastro de clientes e concessão de crédito, com o intuito de ajudar o processo de venda, otimizar o fluxo de caixa e minimizar os riscos.

Os procedimentos citados acima, podem ser revistos conforme a necessidade da empresa e as variações do mercado, mas sempre visando evitar a inadimplência.

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

Qual o impacto da Política de Crédito em uma empresa

Antes de falarmos mais sobre Política de Crédito, vamos entender os parâmetros das empresas que podem ser afetados por ela:

 

  • Volume de vendas;
  • Necessidade de capital de giro;
  • Disponibilidade do caixa.

 

Como elaborar uma Política de Crédito

A elaboração de uma Política Crédito envolve o estudo de quatro elementos principais, conforme listamos abaixo:

  • Padrões de Crédito;
  • Prazo de Crédito;
  • Concessão de Desconto;
  • Política de Cobrança.

Padrões de Crédito

São as condições mínimas para que seja concedido o crédito. Geralmente, é feito por agrupamento dos clientes conforme o risco oferecido e é calculado um custo de perda relacionado a cada categoria de cliente.

 

Prazo de Crédito 

É o período em que a empresa financiará seu cliente. Normalmente, é expresso em número de dias e pode variar conforme a política adotada pela concorrência, os riscos do mercado consumidor, a natureza do produto, entre outros.

 

Concessão de Desconto

Refere-se à redução no preço de venda. O desconto também é considerado um instrumento de política de crédito, pois influencia diretamente nas vendas.

 

Política de Cobrança

 São os métodos utilizados pela empresa para receber o crédito, na data do vencimento, variando conforme as necessidades de cada empresa.

Por que adotar Políticas de Crédito?

Sempre pensando em aperfeiçoar os resultados, as empresas devem possuir políticas de créditos eficazes e principalmente integradas às demais políticas que a empresa possui, pois todas as ações da empresa devem caminhar ao encontro do mesmo objetivo.

Uma política muito importante e que deve estar sempre alinhada à política de crédito, é a politica de cobrança. Estas duas devem caminhar sempre juntas.

Como em todas as regras, procedimentos e políticas da empresas, sempre é necessário identificar os objetivos daquilo que foi criado.

No quadro abaixo, listamos alguns exemplos das etapas que precisam ser descritas e dos objetivos das mesmas.

 

Informações presentes na Política de Crédito

Vamos falar agora de algumas informações que precisam ser definidas e transparentes para todas as pessoas envolvidas com a Política de Crédito.

 

Dados cadastrais

Listar todos os documentos obrigatórios ou não que devem ser apresentados, de acordo com o segmento do negócio ou se é cliente pessoa física ou jurídica.

 

Definir Acordo de Nível de Serviço (SLA)

 O SLA é o prazo para liberação. Este critério atende várias etapas, como por exemplo: a liberação do cadastro do cliente novo pela área de cadastro, a análise de crédito pela área de crédito, a reativação de cliente antigo pela área de cadastro e o prazo de validade do limite de crédito pela área de crédito.

Definir as condições de venda

 Informar as regras para vendas a vista e a prazo.

 

Definir as alçadas de liberação

Informar o tipo que será liberado, se Individual, conjunta ou por comitê de crédito.

 

Criar grupos de grau de risco

É a classificação dos clientes por grupos de grau de risco.

Exceções da Política de Crédito

Na Política de Crédito também falamos dos critérios para liberação de crédito dependendo da situação econômica financeira e patrimonial da empresa. Por exemplo, uma recuperação judicial.

Avaliamos também se a empresa participa de grupo econômico ou de empresas coligadas e caso sim, o limite de crédito a liberado pode ser o limite global ao invés de limite individual por empresa.

Outra situação de exceção, são para os clientes que possuem restrição nos órgãos de proteção ao crédito e que a área comercial julgue importante para o negócio, então estes casos deverão ser submetidos ao comitê de crédito, onde a empresa avaliará os riscos e dependendo dos casos, a empresa pode pedir garantias, como fiador, bens, garantia bancárias e etc.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *