POS e TEF: descubra principais diferenças entre os sistemas

POS e TEF: descubra as principais diferenças entre os sistemas

Afinal, quais as diferenças entre POS e TEF? Essa é uma pergunta comum em muitas empresas. Por isso, confira a seguir as principais diferenças e vantagens entre os dois sistemas e como escolher o melhor para a sua empresa.

Aceitar cartão de crédito e débito tem se tornado indispensável para toda empresa. Afinal, hoje em dia é possível comprar quase tudo com um cartão.

Mas, para que isso aconteça da melhor maneira, é importante que a empresa conte com uma tecnologia para o processamento de vendas no cartão.

As mais comuns são: POS e TEF.

Confira a seguir as principais diferenças entre as duas:

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert

O que é POS?

POS é a sigla para Points of Sales e são aquelas as famosas maquininhas de cartão sem fio.

Apesar da praticidade, esse equipamento necessita de alguns cuidados em relação ao controle e à gestão financeira do seu negócio.

Um deles diz respeito às taxas cobradas pelas empresas adquirentes. É muito importante verificar se elas estão sendo cobradas conforme o acordado.

Além disso, fazer a conciliação das vendas realizadas em cada POS pode demorar, se feita manualmente. Mas, é um importante para fazer a previsão do fluxo de recebimento das vendas.

O grande diferencial desse sistema de pagamento, com certeza, é a mobilidade. Quem trabalha com delivery, por exemplo, pode enviar a maquininha até a casa do cliente, o que facilita a compra.

Características de POS

  • Cada maquininha de cartão precisa funciona apenas com uma adquirente. Por exemplo: Cielo, Getnet, Rede, Stone, etc.
  • Elas precisam estar conectadas à internet para que a transação ocorra;
  • O recibo é impresso na própria máquina;
  • O custo da máquina é relativamente menor e permite maior agilidade, por não ser conectada a nenhum fio.

Vantagens da máquina de cartão POS

  • O valor das mensalidades é bastante atrativos, por ser menor em comparação ao TEF;
  • É bem fácil de usar e bastante intuitivo;
  • A mobilidade da maquinha de cartão auxilia bastante para quem trabalha com delivery, por exemplo;
  • Não é necessária automação comercial integrada para ser usada (Sistema ERP + Pinpad + TEF + Internet).

Desvantagens da máquina de cartão POS

  • Cada maquininha só funciona conectada a uma adquirente, o que obriga a empresa a contratar uma POS de cada instituição financeira;
  • O trabalho manual é maior, já que é preciso fechar as vendas conferindo filipeta por filipeta de cada transação realizada na maquininha de cartão;
  • Ou seja, quanto mais maquininhas, mais difícil fica conferir as vendas manualmente;
  • Por não ser integrado a um sistema de automação, não é possível fazer a conciliação das vendas, ou seja, comparar os valores registrados em caixa com os processados pelo sistema.

O que é TEF?

O TEF é a sigla para Transferência Eletrônica de Fundos. É um software que captura todas as transações e as encaminha para a operadora via internet.

Ele é instalado nos computadores ligados ao caixa dos estabelecimentos, assim como o “pinpad” — a maquininha onde o cliente insere o cartão e digita a senha.

Sua vantagem é suportar muitos cartões diferentes e facilitar a conciliação das vendas, já que o processo é totalmente automatizado e não necessita que guardem os comprovantes das vendas.

Características do TEF

  • É um sistema que captura as transações via cartões e envia para a operadora pela internet;
  • Funciona como o POS, mas é fixada no caixa da loja;
  • Um único TEF possui diversas adquirentes diferentes, permitindo que a empresa aceite uma grande variedade de cartões.

Vantagens do TEF

  • É um investimento mais econômico para empresas que utilizam várias adquirentes diferentes;
  • É ideal para empresas que contam com diversos caixas, como supermercados, farmácias e varejistas;
  • Facilita a conciliação de vendas e não exige que a empresa guarde as filipetas de cartão ou outros comprovantes de cada transação.

Desvantagens do TEF

  • Não possui mobilidade, já que grande parte dos TEFs precisam de uma conexão fixa com a internet, ou seja, precisam estar conectados a um cabo. Isso significa que o sistema não pode ir até o cliente, o que dificulta o trabalho com delivery, por exemplo;
  • Requer contratação de fonecedores (software de TEF, pinpad, assistência técnica).

POS e TEF: Qual escolher?

É fácil confundir o TEF com o POS, já que ambos envolvem uma máquina onde o cliente digitará sua senha. Mas a verdade é que, apesar de terem a mesma finalidade, eles são bastante diferentes.

Para escolher o sistema de pagamento mais adequado ao seu negócio, você deve analisar qual atende melhor às suas necessidades.

Se a mobilidade na hora da compra é um fator importante na dinâmica do seu negócio, o POS é mais vantajoso.

No entanto, é importante analisar: qual o percentual das suas vendas feito por cartões de crédito e débito? Se você trabalha com um valor alto, acima de 75%, o TEF — aliado a um bom sistema de conciliação de cartão — pode ser uma excelente solução para o seu controle de caixa.

Após entender melhor as diferenças entre POS e TEF, que tal continuar se informando sobre as melhores soluções para a gestão financeira da sua empresa?

Faça parte da nossa lista exclusiva e receba o melhor conteúdo direto no seu e-mail!


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *