O que é Fluxo de Caixa Projetado? Descubra de uma vez por todas!

O que é fluxo de caixa projetado e como ele pode ajudar minha empresa?

Acompanhar as movimentações financeiras é importante para toda empresa, pois permite prever o futuro e tomar melhores decisões. Mas, você sabe o que é fluxo de caixa projetado?

Esse instrumento de gestão proporciona melhor aproveitamento dos dados levantados, que são interpretados e transformados em informações. A partir daí, consegue-se ter uma visão mais ampla da realidade financeira do negócio e tomar decisões mais precisas.

A seguir você vai entender (de uma vez por todas) como funciona o fluxo de caixa projetado.

Vamos lá?

O que é Fluxo de Caixa Projetado?

O fluxo de caixa projetado é uma maneira de prever ações futuras com base nos dados registrados no fluxo de caixa diariamente e, então, identificar possíveis distorções entre os períodos de recebimento e pagamento de contas.

Além disso, é possível conhecer suas entradas e saídas com maior aprofundamento.


Por que essa prática é importante?

A grande vantagem do fluxo de caixa projetado é identificar a quantidade de recursos para um determinado período de tempo. Com essa base pode-se tomar decisões mais confiáveis.

Pode-se dizer, inclusive, que esse tipo de fluxo de caixa é responsável por facilitar o controle financeiro do seu empreendimento, mostrando o que a sua empresa deverá fazer para arcar com os compromissos firmados.

Com isso, é possível saber exatamente qual a quantia financeira disponível, definindo a necessidade de se recorrer a empréstimos ou outras formas de angariar recursos.

Confira a seguir as principais vantagens do Fluxo de Caixa Projetado:

Determinar a melhor data para pagamento de fornecedores e pessoal

O fluxo de caixa projetado pode ser utilizado para determinar a melhor data para pagamento dos fornecedores e de seus colaboradores, evitando que sua empresa passe por momentos de dificuldades todos os meses.

É preciso destacar que o acompanhamento do fluxo de caixa permite uma análise do ciclo dos clientes e fornecedores.

Assim, os empreendedores conseguirão identificar o momento em que receberão os valores referentes às vendas e, assim, combinar um prazo para pagamentos, evitando que a empresa passe por dificuldades financeiras.

Compreender esse ciclo permitirá que o empreendedor saiba a quantidade de recursos financeiros que serão necessários em determinados períodos, bem como a definição do melhor momento para realizar investimentos.

Identifique a média de prazos para pagamentos e recebimentos

Para compreender o funcionamento do fluxo de caixa de sua empresa é preciso identificar qual é a média de prazos para pagamentos e recebimentos do seu negócio.

Para tanto, é recomendado analisar, criteriosamente, todos os gastos realizados pela sua organização.

Assim, devem-se destacar aqueles gastos que são recorrentes, ou seja, que são realizados todos os meses.

Coloque-os em uma planilha, ou utilize um software específico, projetando o seu pagamento para os próximos meses.

Essa é uma das principais maneiras para saber em qual período do mês a empresa precisará de mais recursos para realizar o pagamento de suas contas e, consequentemente, qual o período do mês que haverá a entrada de mais recursos em sua conta.

Vale a pena realizar esse tipo de ação, não é mesmo?

Evite erros na gestão de recursos

Outro benefício é a possibilidade de evitar erros na gestão dos recursos do seu empreendimento.

Como você saberá exatamente quando os pagamentos deverão ser realizados e quando os recursos financeiros estarão disponíveis em sua conta, você terá ciência dos compromissos, evitando maiores problemas.

Obviamente, imprevistos podem acontecer, como a inadimplência de alguns clientes.

E caso isso aconteça, você terá tempo hábil para prover soluções e evitar que um pequeno problema se transforme em uma grande bola de neve.

Planeje seus investimentos

Talvez essa seja a principal vantagem do fluxo de caixa projetado. Identificar, a longo prazo, todas as despesas e recebimentos da empresa será fundamental para planejar investimentos.

Desta forma, você pode guardar uma quantia financeira todos os meses para realizar a compra de determinado equipamento ou investir em um software.

Além disso, você conseguirá negociar com os fornecedores ou credores (dependendo da situação) melhores prazos de pagamento, evitando juros exacerbados.

Pense nisso e garanta o sucesso de sua empresa.

Tenha uma reserva financeira

Lembra quando falamos de imprevistos? Então, eles realmente acontecem e você deve estar preparado para esse tipo de situação. Assim, o ideal é contar com uma reserva financeira.

Dessa forma, sempre que houver uma situação inesperada, você não precisará se desesperar ou se endividar para manter em dia com seus compromissos.

Basta utilizar a reserva para sanar os problemas e, depois, repor o dinheiro. Esse tipo de planejamento é fundamental para qualquer empresa, independente do seu ramo de atuação. Pense nisso.

Obviamente, existem outros benefícios, que abrangem outros fatores, como:

  • realização de planejamento das atividades financeiras do negócio;
  • execução de uma análise de liquidez;
  • aprimoramento do controle da situação financeira organizacional;
  • precisão na gestão do capital de giro.

Como fazer um Fluxo de Caixa Projetado?

Para elaborar um fluxo de caixa projetado é preciso considerar alguns elementos, como:

  • despesas fixas e variáveis;
  • saldo inicial do caixa;
  • intervalo de tempo entre os recebimentos;
  • entradas previstas e realizadas;
  • planejamento de contas.

Com todos esses dados, você consegue descobrir possíveis problemas causados, por exemplo, por vendas a prazo no cartão de crédito.

Para manter o correto controle é importante lançar todos estes itens em uma tabela, para que seja possível identificar, com clareza, as entradas, saídas e necessidades futuras da empresa.

Estrutura de um Fluxo de Caixa Projetado

Cada empresa tem a sua maneira de organizar o fluxo de caixa, de uma forma que seja possível extrair as informações mais importante de maneira fácil.

Independente da forma como você organizada, é fundamental que a Projeção de Fluxo de Caixa esteja dividida em três grandes grupos:

  • Operacional: é o que mantém a empresa funcionando. Neste grupo estarão as receitas das vendas, custos de produção, despesas de venda e administração. Aqui está todo o dia a dia da empresa.
  • Investimento: aqui devem aparecer todas as movimentações referentes a investimentos, como a compra de bens para empresa e também aplicações financeiras.
  • Financiamento: aqui devem ser listadas todas as entradas e saídas vindas de atividades de financiamento, como pagamento de juros e amortização de empréstimos bancários.
exemplo de fluxo de caixa projetado

Exemplo de Fluxo de Caixa Projetado. Fonte: Treasy

Além disso, é recomendado elaborar dois planejamentos extras: um voltado para o fluxo de caixa e outro para a viabilidade econômica.

Lembrando que: para que o fluxo de caixa projetado funcione da forma correta, também é necessário realizar um planejamento para o fluxo de caixa e identificar a viabilidade econômica do negócio como um todo.

Entenda melhor:

Fluxo de caixa

O objetivo é obter todas as informações de recebimentos e pagamentos diretamente da contabilidade e organizar por período, dando prioridade aos valores. Esse é o plano de contas, que apresenta estatísticas verdadeiras para que o gestor tome suas decisões.

Ainda devem ser incluídas as entradas e saídas mensais, até mesmo os valores pequenos, muitas vezes considerados irrelevantes. O resultado é a obtenção de um saldo mensal e de um valor para o final do ano.

Um dos benefícios é compreender, por exemplo, se alguma área pode sofrer redução de custos sem haver perda da qualidade nos produtos e serviços e sem comprometer a saúde financeira.

Viabilidade econômica

A finalidade é identificar a possibilidade de crescimento da empresa no futuro. Isso ocorre porque as despesas são analisadas com mais detalhamento, verificando, por exemplo:

  • folha de pagamento;
  • número de colaboradores;
  • horas extras e trabalhadas;
  • 13º salário;
  • comissões;
  • custos mensais (como água, luz, internet etc.).

Resumindo:

O fluxo de caixa projetado é um instrumento relevante para o negócio e que deve ser considerado antes de qualquer tomada de decisão a respeito de investimentos, expansão ou contratação de empréstimos.

É importante destacar que esse tipo de prática é fundamental para saber, antecipadamente, quanto de seus recursos financeiros serão consumidos para o pagamento de fornecedores e pessoal, entre outras despesas.

Até mesmo a sobra ou a falta de dinheiro serão conhecidas, permitindo ações preventivas e corretivas na gestão do seu empreendimento.

É assim que você assegura o equilíbrio econômico da empresa e mantém seu sucesso. Lembre-se ainda de que a tecnologia colabora muito nesse processo. Portanto, investir em um sistema financeiro é fundamental.

Fluxo de Caixa Projetado e Realizado

De forma geral, o Fluxo de Caixa Realizado permite que a empresa possa acompanhar, da melhor forma, o setor financeiro, realizando projeções e estimativas.

Para relacionar o Projetado (previsto) com o Realizado (real), primeiramente é preciso entender que:

  • entradas e saídas são fatos realizados;
  • enquanto as contas a receber e as contas a pagar são fatos previstos para ocorrer.

O Fluxo de Caixa, com relação ao passado e ao presente, é uma visão do Realizado.

Em relação ao futuro, o fluxo de caixa é uma visão do Previsto, de acordo com as previsões ou expectativas reais das entradas e saídas.

Agora que você já sabe o que é fluxo de caixa projetado, que tal colocá-lo em prática na sua empresa? Não perca tempo e invista já nesse tipo de ação.

Ficou interessado pelo assunto? Então continue aprendendo. Confira tudo o que você precisa saber para ter sucesso com fluxo de caixa e potencializar seu negócio.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *