QR Code Pix: saiba como oferecer pagamentos off-line
Pix

QR Code Pix: saiba como oferecer pagamentos off-line

O Banco Central informou que o PIX vai realizar pagamentos por meio do QR Code do pagador. Ou seja, em breve, isso poderá ser feito por uma ferramenta offline.

Neste post vamos mostrar como oferecer pagamentos desta forma, utilizando o QR Code Pix, além de outras novidades. Leia este conteúdo até o final e saiba mais sobre o assunto!

QR Code Pix: como funciona?

Funciona dessa maneira: o cliente abre o aplicativo da instituição financeira e gera uma intenção de pagamento offline. Com isso, ele receberá o código que precisa ser informado ao lojista. 

Por isso o nome da modalidade é QR Code do pagador, porque é o lojista quem “lê” o código no celular do consumidor. Esse processo funciona porque, na prática, as informações da solicitação de pagamento serão enviadas pelo próprio estabelecimento

Importante destacar que o QR Code off-line só é gerado após o consumidor fazer uma série de autenticações de segurança, como biometria facial, Touch ID e senha. 

Mas qual a vantagem de realizar pagamentos offline? Além de sempre existir a possibilidade de indisposição dos serviços de Internet, uma parte considerável da população brasileira possui franquias limitadas em seus smartphones.

Assim, o lojista dá uma “forcinha” ao consumidor e garante a venda via Pix. Lembrando que o estabelecimento precisa ter conexão à internet para a validação da transação. 

Como funciona o QR Code?

Com o uso de QR Codes, o Pix já substitui os cartões de débito e as maquininhas. Os códigos são como um tipo de atalho para a chave Pix. Sendo assim, em vez de divulgá-la (que pode ser uma combinação aleatória de números, o telefone, o CPF ou o e-mail do cliente), só é preciso exibir o código QR em uma mensagem via WhatsApp, na tela do celular ou no caixa de uma loja, por exemplo. Assim que o código for escaneado através da câmera do celular, a transferência para a conta do emissor será permitida.

Essa função é importante porque as empresas poderão receber os pagamentos por serviços e produtos sem que haja a necessidade de pagamento a intermediários, como as empresas processadoras de maquininhas e de cartões.

Para os consumidores, a grande vantagem é não ser mais preciso carregar seus cartões consigo. Ter o celular em mãos é o suficiente para realizar pagamentos. No entanto, esta operação exigia o acesso à internet, pois a transação é feita através do aplicativo da instituição financeira ao qual a chave Pix está cadastrada.

A compensação das transações realizadas através do Pix é instantânea. Sendo assim os estabelecimentos comerciais receberão os valores em sua conta imediatamente, diferente do que acontece hoje quando a venda é realizada por cartão. 

É muito vantajoso para os lojistas, pois eles terão uma considerável redução de tempo e de custos para o recebimento de valores. Sendo assim, eles podem estimular o uso da ferramenta ofertando descontos ou benefícios para os consumidores, aumentando suas vendas.

O que mais há de novo?

Outras novidades foram anunciadas pelo Banco Central em conjunto com a possibilidade de oferecer pagamentos offline com o QR Code Pix. Vamos a elas:

Saque Pix

Em pouco tempo, o saque em estabelecimentos comerciais também estará disponível. Com essa modalidade, o usuário precisa fazer uma transferência Pix para uma loja, para poder retirar o total do caixa da mesma em dinheiro. Isso possibilita, ainda, que um cliente possa fazer um repasse de valor maior do que a compra que realizou, solicitando a diferença.

Saiba mais:

O Pix é seguro? Entenda a importância da conciliação

Pagamento de impostos via Pix: saiba como fazer

Saque Pix: entenda essa futura funcionalidade

Haverá uma lista de redes varejistas onde essa operação estará disponível. Ela será divulgada pelo Banco Central. Importante afirmar que nenhum local desses será do setor bancário.

Sendo assim, a ideia é que o saque seja realizado pelo consumidor no caixa das lojas cadastradas no sistema, sem que haja necessidade de ir a um banco. Isso tem potencial para gerar grande praticidade na rotina de pagamentos de indivíduos.

Os estabelecimentos participantes desta operação de saque via Pix não terão prejuízos com a realização dessa operação. Afinal, eles receberão o valor exato do saque e não vão pagar taxas para isso.

O Saque Pix permitirá que o dinheiro fornecido pela loja no saque seja reposto imediatamente na conta da loja e que o cliente saia com o dinheiro em mãos.

Acredita-se ainda que esta nova função poderá até atrair mais consumidores para os estabelecimentos comerciais, facilitando o troco na hora das vendas e gerando mais segurança, pois haverá menos dinheiro em caixa.

É importante frisar que o Saque Pix só poderá ser efetivado se o cliente tiver em sua conta-corrente/poupança o valor que repassará para o estabelecimento comercial. Segundo o Banco Central, esta modalidade estará disponível ainda no primeiro semestre de 2021.

Pix duplicata

Embora a Pix duplicata tenha sido anunciada, o seu lançamento só deverá acontecer no próximo ano (em 2022). Essa modalidade vai oferecer a possibilidade de pagamento em casos onde a cobrança Pix seja vinculada a alguma duplicata. Isto oferecerá a antecipação de cobranças quando forem feitas por Pix.

Lembrando que uma duplicata é um documento que é emitido em conjunto com a nota fiscal. Essa emissão é feita por uma empresa que presta serviços ou vende mercadorias para uma outra empresa, que não necessariamente precisa ser do mesmo segmento. A duplicata funciona como uma prova de que foi realizado o contrato de compra e venda entre as empresas, onde consta o total do custo que precisa ser liquidado.

Padronização de arquivo

A padronização de arquivo tem o objetivo de incentivar a concorrência, pois os arquivos de retorno e remessa que ajudam a facilitar as transações em lote no Pix Cobrança começarão a ser padronizados.

Isso é uma excelente notícia para os clientes que são Pessoas Jurídicas, pois vai ficar mais simples trocar a instituição onde se tem um relacionamento comercial, com a diminuição de custos com as mudanças no sistema de automação das vendas.

Além das novidades citadas acima, existem outras duas anunciadas pelo Banco Central. 

Pix Garantido

Uma funcionalidade que irá permitir ao consumidor fazer o parcelamento das compras feitas através do Pix.

Pix por aproximação

Esta modalidade tem o objetivo de permitir que haja pagamento via Pix por meio de aproximação nas máquinas de cartão que sejam habilitadas com NFC. Isto vai proporcionar mais agilidade e facilidade para os usuários.

Agora que já sabe como oferecer pagamentos off-line e outras novidades do QR Code Pix, baixe o nosso e-book com tudo o que você precisa saber sobre o Pix. Clique aqui e faça o download.

Pix

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *