6 principais dúvidas sobre sistemas de conciliação de cartões

6 principais dúvidas sobre sistemas de conciliação de cartões

Realizar vendas que são pagas com cartão faz parte da realidade da maioria das empresas. Porém, é necessário fazer diversos controles para não ter prejuízo, como taxas, tarifas e prazos de recebimento, o que exige um cuidado extra com as informações sobre esse grande processo. Nesse cenário, recorrer aos sistemas de conciliação de cartões torna-se indispensável.

Embora sejam necessários controlar esses elementos, a efetividade desse controle e o que a empresa pode ganhar com eles ainda causam algumas dúvidas. Como resultado, muitos empreendedores não aproveitam os ganhos de gestão por não conhecê-lo a fundo.

Para que não seja o seu caso, veja as 6 principais questões a respeito dos sistemas de conciliação de cartão e conheça as respostas!

1. O que esse sistema oferece?

Um sistema de conciliação de cartão garante a integração e a conferência de dados sobre compras feitas por esse meio, incluindo as modalidades no débito, crédito e vouchers.

Ele favorece a integração de informações, de modo que seja possível conferir se as parcelas das vendas estão sendo liquidadas, se tudo está com a taxa correta e assim por diante.

Sendo multibandeira, permite acompanhar as taxas de diferentes operadoras, além de garantir a confirmação de compras em geral, realizando uma validação eletrônica.

Basicamente, ele organiza as informações referentes às vendas concluídas por esse meio, permitindo uma análise completa dos valores a receber.

2. É uma solução automatizada?

Por muito tempo, a conciliação foi feita manualmente. A cada venda, a equipe precisava fazer o registro e o acompanhamento de forma estritamente mecânica.

Com o sistema, isso desaparece. Tudo acontece automaticamente, desde a entrada, atualização de informações e recebimento dos valores das vendas. Isso favorece a auditoria em tempo real, diminuindo e até eliminando as chances de erros.

3. É uma solução cara?

Somente em 2015, os brasileiros gastaram mais de R$ 1 trilhão com o uso dos cartões. Isso demonstra que essa é uma forma de pagamento muito empregada e é provável que boa parte do faturamento da empresa esteja associada a ela.

A falta de controle nesse sentido pode custar caro. Além de desorganização financeira, há o risco de haver a perda de provisionamento de finanças, levando à falta de recursos.

Diante disso, o sistema é muito mais barato do que as consequências que podem surgir ao não usá-lo. Além de tudo, há soluções acessíveis e funcionais para as empresas.

4. Inclui as modalidades de crédito e débito?

O cartão de crédito tem muita relevância no consumo do brasileiro, mas o de débito também vem ganhando importância. Inclusive, um estudo demonstrou que o consumidor tem dado preferência ao cartão de débito.

Porém, isso não é um problema, já que o sistema de conciliação de cartões oferece tanto a modalidade de crédito quanto a de débito. Assim, é uma possibilidade completa e que contempla as principais necessidades.

5. Por que investir em um sistema de conciliação de cartão?

Investir nessa tarefa é fundamental, em primeiro lugar, por uma questão de organização e estratégia. Ao acompanhar intensamente fatores como os recebimentos das operadoras de cartão, a elaboração do fluxo de caixa sai favorecida.

Além disso, é um elemento importante para a tomada de decisão. Diante da previsão de recebimento, é viável saber se é ou não uma boa hora de realizar determinado investimento.

Para completar, essa é uma escolha segura. Não há manipulação nos dados recebidos pelos ERPs, TEFs, operadoras e bancos. Sendo automatizada, permite um acompanhamento dinâmico, aumentando a capacidade de gestão. Todas as informações ficam disponíveis em um único ambiente de dados.

6. É possível integrar a outras soluções da empresa?

Atualmente, cada vez mais empresas utilizam soluções digitais, como os ERPs, para controlar várias etapas. Com a escolha de um dos sistemas de conciliação de cartão, há como integrar as variadas ferramentas.

Um sistema robusto poderá ser aliado às outras opções que compõem a estrutura de tecnologia da empresa. Isso favorece a centralização de dados, ao mesmo tempo em que garante boa comunicação e robustez para a gestão.

Os sistemas de conciliação de cartão são ferramentas úteis e estratégicas. Após conhecer as respostas para essas dúvidas, você poderá fazer a melhor escolha para a segurança e para a gestão do seu negócio!

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite para baixar um material gratuito e saber mais sobre esse assunto. Inscreva-se no formulário abaixo e confira!


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *