Saiba se a sua empresa está realmente dando lucro ou prejuízo

Como avaliar se a sua empresa está realmente dando lucro? Entenda!

A margem de lucro é um dos aspectos mais importantes de uma empresa a ser analisado. O cálculo da rentabilidade é uma forma precisa de determinar o sucesso da sua empresa.

Para saber o lucro da sua empresa, é necessário prestar atenção em alguns indicadores básicos e primordiais; como receita de vendas, custos, despesas e lucro operacional.

Confira a seguir como saber se a empresa está tendo lucro ou prejuízo:

Estime a receita

A receita é o dinheiro que uma empresa ganha. Normalmente, são os recursos provenientes da venda de mercadorias ou de uma prestação de serviços. Dependendo do seu negócio, o dinheiro que você gera pode chegar à conta da empresa por meio de diferentes métodos, incluindo vendas diretas, recebimentos mensais ou aumentos no mercado de ações.

É fundamental que você mantenha um registro fiel de todas as transações relacionadas à receita da empresa, principalmente a das vendas, pois é ela que impulsiona a rentabilidade sustentável de uma empresa.

Dentre os desafios relacionados ao registro das receitas está o lançamento contábil das vendas realizadas por cartão de crédito, que, às vezes, chegam a ser responsáveis por 90% das transações. Esse desafio decorre do fato da necessidade de controle das taxas, tarifas e dos prazos de recebimento. Nesse cenário, é fundamental recorrer a sistemas de conciliação de cartões.

Todavia, não adianta ter uma receita alta se ela for completamente empregada no pagamento dos gastos da empresa. Por isso, falaremos agora sobre a importância do controle dos gastos.


Calcule os gastos

Como gestor financeiro de uma empresa, você precisa preparar um orçamento de custos e despesas para o negócio, com o propósito de garantir que seja gasto o mínimo possível para operar sem sacrificar a qualidade e obter o lucro máximo para o negócio.

Esses gastos subdividem-se em variáveis e fixos. Sua análise faz-se necessária para a apuração correta da lucratividade e um gerenciamento financeiro mais eficiente.

Os gastos fixos são despesas e custos que não flutuam com as mudanças no nível de produção ou no volume de vendas. Eles incluem gastos como aluguel, seguro, taxas, arrendamentos de equipamentos, pagamentos de empréstimos, salários de funcionários e publicidade.

Os gastos variáveis ​​são despesas e custos que respondem diretamente e proporcionalmente às mudanças no nível ou volume de atividade, como matérias-primas, comissões de vendas, despesas de cobrança e custos de envio.

Conhecer os gastos operacionais mensais é crucial para gerenciar seu fluxo de caixa e orçamento.

Subtraia os custos da receita

Ao subtrair o valor que você gasta da quantia de dinheiro que ganha, você chegará ao lucro da empresa, que será o lucro líquido do negócio.

Lembre-se de que você deve calcular a rentabilidade da empresa a cada mês. Isso permitirá que você determine quais meses são mais bem-sucedidos do que outros. Além disso, se você fez alterações em sua empresa, determinar a rentabilidade antes e depois dessas mudanças é fundamental. Desse modo, você pode avaliar se suas mudanças valeram a pena.

Você já deve ter entendido que todas as operações financeiras devem ser realizadas com segurança e exatidão das informações, desde as vendas com cartão de crédito até os relatórios de recebíveis. Nesse processo, o uso de um software contábil é um grande facilitador na hora de avaliar o lucro da empresa.

Conseguiu descobrir se a sua empresa está realmente dando lucro ou prejuízo? Então, leia também qual é a importância de uma inteligência de dados para potencializar seus resultados financeiros. Boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *